quinta-feira, 10 de março de 2011

"The only person standing in your way is you"


"A única pessoa atrapalhando o seu caminho é você mesmo", diz a frase do filme Cisne Negro. Achei o filme excelente, um caso levado às últimas consequências, é claro, mas de certa forma acontece muito em nossas vidas, dadas as devidas proporções de sanidade. Em algumas épocas (especialmente quando não estamos bem) entramos em um mundo ilusório, onde interpretamos acontecimentos, palavras e ações totalmente de acordo com a nossa viagem mental. Atitudes dos outros, que em circunstâncias normais seriam completamente corriqueiras, de repente são interpretadas por nós como uma ameaça, uma provocação, uma afronta, uma vontade deliberada do outro em nos machucar. A vida vira uma grande paranóia, onde nos tornamos as maiores vítimas. E a mente é tão poderosa que faz com que tudo pareça REAL de fato. As pessoas parecem agir exatamente como presumíamos, nossos maiores temores parecem se incorporar a nossa frente a olhos vistos, temos visões, sonhos, delírios. Mas qualquer pessoa que veja a situação de fora não vê absolutamente NADA. Nada está acontecendo. Não existe complô, não existe mal-querer, não existe perseguição nenhuma. Você já comprovou algo do gênero em sua vida?

Nossa mente é muito necessária, mas pode realmente se tornar nossa maior inimiga. Se fosse boa, não se chamaria "MENTE". Vamos utilizá-la com propósitos positivos? Dar-lhe um sossego tanto quanto possível? (meditação) Ouvir mais o coração? Digo a você... e digo a mim mesma. Só temos a ganhar.

7 comentários:

Allez! disse...

Sim, às vezes parece que TUDO acontecei pra prejudicar, como se o mundo tivesse preocupado em me destruir...Como se eu fosse assim tão importante para o mundo....GRande paranóia.

Allez! disse...

Tudo tem a ver com o nosso estado INTERNO.

FLÁVIA SAUT disse...

Ráaaaaaa, eu era a rainha da paranóia! Então, falo de cadeiríssima! Ainda tenho meus surtos, mas agora parece que tem uma outra parte de mim que, de forma mais prudente e consciente, me sopra delicadamente aos ouvidos, que talvez todavia quem sabe, pode ser apenas um delírio neurótico de perseguição. O cisne branco deve dialogar com o cisne negro e só uma maneira harmônica de existir: observar os dois de um outroponto, de um terceiro cisne, o cisne invísivel, ou conhecido também como o "caminho do meio". quando algo não flui oume sinto infeliz é batata: eu estou sufocando de rancores e mágoas. Ahh, e o mais difícil é conseguir ser amorosa comigo mesma nesses deslizes... beijo a todos

Alana de Abreu disse...

Ser amorosa consigo mesma ou amar o "responsável" pela perseguição parecem ser os dois itens mais difíceis... Tá certíssima, Ana... ESTADO INTERNO é tudo!

Sara disse...

Realmente, as maiores batalhas que voce trava é contra voce mesmo(a). Nao ha inimigo real que voce mesmo nao tenha criado; seja ele material ou abstrato.
Entao consideremos; Se muita gente sabe disso, porque entao continua a criar seus proprios monstros?
RESPOSTA: Porque conhecer e controlar o consciente, o inconsciente e todas as suas derivaçoes é uma jornada ardua que exige muita relexao. Com riscos de se perder no meio do caminho com um carro velho, sem gasolina...
Eu, como ja fiquei no meio de um caminho com uma moto cheia de fumaça e consegui chegar ao meu destinho, NAO TENHO MEDO!!
Essa ultima consideracao, soh a Alana vai entender kkkkkk

Alana de Abreu disse...

Será que é reflexão ou a falta dela, Sara?? Às vezes acho que o inconsciente pode ser melhor conhecido pela observação, silêncio, meditação do que reflexão... Pensar deixa a gente muito cabeção e pouco sensível.
E você certamente chegará ao seu destino sempre, de motoca, magrela, a pé ou de Jaguar... kkk

Vanessa Souza Moraes disse...

A mente mente :)