sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Vale a pena ler.

"Todos somos sagrados, no entanto, o problema é que nossas cicatrizes não se mostram assim aos olhos de outras pessoas. Em vez disso, elas se mostram como defeitos de caráter. Seus defeitos de caráter não dizem respeito a você ser mau, mas sim a estar ferido. Não importa quem ou o que causou o ferimento, agora ele é seu e você é responsável por ele. Você não pode viver com uma placa no pescoço onde esteja escrito: 'Não é culpa minha. Meus pais eram difíceis'. Sua única forma de sair desse enigma é assumir total responsabilidade por seus defeitos. Seus defeitos de caráter são sua forma de se sabotar, o meio de ferir a si mesmo e aos outros. Por isso, você precisa encará-los. Até assumir total responsabilidade por sua experiência, você não conseguirá mudar isso. Porém, uma vez que tenha verdadeiramente olhado para si mesmo, pode começar a se curar. Você abriu os olhos e agora vê. 'Vejo que fiz isso. Admito. Entendi'. Depois de assumir o que somos na sombra, podemos prosseguir na jornada de volta à luz".

Marianne Williamson

2 comentários:

Ana Wolff disse...

...kd a tecla "curtir"??? ...rs, adorei a definição da autora sobre defeito de carater, e tbm sobre a nossa responsabilidade em relação aos acontecimentos...tirar a responsa de nós mesmos para jogar no outro provoca uma sensação de insuficiência que não é real, não podemos mudar os fatos passados, podemos sim mudar o nosso olhar em relação a eles e assim talvez acrescentar um novo fim para os mesmos. E aproveito a deixa pra dar um curto depoimento sobre duas das três blogueiras daqui. A Tânia e a Alana, a primeira é uma daquelas pessoas que sabe AMAR e SER , sabe?!?..E a segunda é muito parecida com a primeira em muitos aspectos, mas principalmente nas duas virtudes citadas acima. Espero que este blog tenha uma vida muito útil, pois acho que elas possuem um conhecimento e amorosidade deve ser passado adiante! Love ya girls, kss, Ana.

Alana de Abreu Trauczynski disse...

Love you too! Thanks.