quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Procurando Nemo...


Às vezes eu me sinto como um destes peixes palhaços, que de alguma forma saiu do oceano e entrou sem querer em um rio...
Neste rio, vou andando meio sem saber pra onde... quero encontrar o oceano, mas não sei pra que lado fica...
De vez em quando, ao tentar me alimentar, alguém me pesca.
Mas como sou somente um pequeno peixe palhaço, simplesmente dão risada, brincam um pouco comigo, me maltratam um tantinho, me deixam ali me debatendo até quase não conseguir respirar...
Então me jogam de volta na água.
Ao voltar, atordoado, sei ainda menos para onde estava seguindo... mas logo começo a ter um "feeling" que o oceano está para o lado de lá...
Nado, nado, nado... dou de cara com uma cachoeira. Um abismo gigaaaaaaante, de 400 metros.
Força, força, força... é preciso nadar contra a correnteza. A água quase me vence.
Na melhor das hipóteses, sabe quais são as minhas opções?
1. Chegar ao oceano e ser comido por um tubarão.


2. Me tornar um GRANDE palhaço.


3. Encontrar Nemo. Mas ainda não me dei conta de que Nemo... sou EU.

A vida é dura??? Tell me about it...

3 comentários:

Palavra Criada disse...

Sushi de peixe palhaço deve ser melhor do que Prozac, né? Adoro seus textos, Alana!

Fran disse...

Muito bom Alana!!!

Tania Abreu disse...

Bom mesmo, alana. Feito com o coração.